Durante a faculdade de Design Gráfico, sempre que trabalhamos com projetos de marca, seja para criação ou análise, usávamos o brand book (o “livro da marca”). É nele que constam todos os detalhes da marca de uma empresa. São informações que vão desde questões técnicas, como a tipografia e as cores, até atributos que definem a personalidade do seu negócio. Ou seja, o brand book serve para que cada pessoa que venha aplicar a marca da empresa saiba quais as diretrizes precisam ser levadas em consideração para que ela não seja representada de forma errada por aí.

Sempre tratei o brand book como um guia de especificações técnicas, principalmente porque lidava mais com a parte gráfica dos projetos. Recorria a ele sempre que precisava saber quais as tipografias de apoio a empresa utilizava quando produzia um conteúdo com maior quantidade de texto, ou quando estava em dúvida quanto a como aplicar a marca num fundo colorido, incomum às aplicações da empresa. Como aplicar as cores de forma uniforme e corretas as todas as peças institucional e publicitária

O que eu não contava, é que ao ingressar num emprego novo, o brand book seria o meu maior companheiro no primeiro mês de trabalho. É natural que a gente trabalhasse juntos, tendo em vista que eu estava lidando diretamente com materiais gráficos da empresa. Mas o brand book da ADHARA foi muito mais do que isso. Ele me ajudou a entender e reproduzir com naturalidade a cultura e discurso nos quais a empresa acredita. Eu me inspirei nas sessões do nosso para exemplificar melhor como o conteúdo pode ser dividido, olha só:

 

Todo negócio tem uma essência. E é muito importante saber descrevê-la! Muitas vezes como fazemos as coisas e onde queremos chegar são apenas um conceitos abstratos, que conseguimos explicar com dificuldade para outras pessoas. É fundamental saber responder questionamentos como “Por que existimos?”“O que nós fazemos?” e “Como nós fazemos?” de forma bem estruturada e coerente. Dessa maneira, qualquer pessoa pode entender e reconhecer o jeito como o seu negócio trabalha. É assim que as pessoas vão conseguir se relacionar com o seu propósito e passarão a estar dispostas a trabalhar em conjunto com a sua empresa.

Plataforma de marca

Muito do que envolve a plataforma de marca são os pilares nos quais a empresa se sustenta. Quais os valores e conceitos que sintetizam o seu trabalho? Essas palavras-chave irão traduzir facilmente o que a sua empresa valoriza. É importante entender que esses conceitos estarão impressos em tudo o que você vai produzir, então é importante selecioná-los pensando sempre no cenário em que o seu negócio está inserido. Além disso, a plataforma de marca precisa ser verdadeira sempre e não apenas em aspectos específicos. Escolha termos que diferenciam a sua empresa, que sejam a razão pelo qual você se destaca dos demais e o fator decisivo para atrair futuros negócios.

Personalidade de marca

Uma estratégia bastante utilizada para auxiliar no entendimento de marcas e plataformas de empresas é a personificação. Se a sua empresa fosse uma pessoa, quais seriam suas características? Vale pensar em valores como honestidade e tradição que irão transparecer nas ações da empresa. Além de características que podem estar impressas na maneira como a empresa se comunica, como por exemplo, “jovens e curiosos”. Esses atributos pessoais facilitam na relação da sua empresa com o público-alvo. Torna-se mais fácil simpatizar com o seu discurso uma vez que você transparece características comuns às pessoas com quem você está falando.

É importante que essas características sejam reconhecíveis sempre. Se elas fazem parte da sua personalidade, é natural que elas sejam recorrentes e isso acaba reforçando uma identidade bem estruturada para o seu negócio.

Universo visual

Vivemos num mundo de aparências. Já julgamos livros pela capa, escolhemos produtos pela embalagem e compramos roupas por estarem na moda. Está intrínseco no nosso comportamento e isso com certeza também se refletirá na maneira como a sua empresa é vista. Todo mundo tem um senso estético. Apesar de gosto ser algo extremamente pessoal, e altamente argumentável, é justo dizer que todos somos capazes de julgar se algo está bonito ou não PRINCIPALMENTE HOJE COM A GLOBALIZAÇÃO COMO INDICATIVO DAS MELHORES EMPRESAS E PRODUTO E PROPAGANDA E EMBALAGEM NOS REFERENDANDO E DIGRIGINDO NOSSOS COMPORTAMENTOS NAS ESCOLHAS. Não iremos entrar em méritos estéticos aqui, entretanto, aproveito este momento para frisar o quão importante é dar atenção ao universo visual do seu negócio.

Quando um cliente entra em contato com a sua empresa, ele fará uma ligação direta com a maneira como ela é representada, desde sua marca, a fachada do seu negócio até a maneira como os seus funcionários se vestem. É aqui que você reforça mais uma vez todos os elementos de personalidade e plataforma de marca que falamos anteriormente. Seus valores, conceitos e características precisam estar em harmonia com a sua aparência; eles devem estar sempre refletidos no seu universo visual.

É dessa forma que a sua empresa adquire uma identidade forte, aproveitando todas as oportunidades possíveis para reforçar ao seu público-alvo aquilo em que você acredita e a maneira como você faz negócio. Cada uma dessas etapas vai te ajudar a criar uma unidade que sintetizará o seu negócio e fará sua marca se destacar das outras!